MISSÕES

Missões

Nosso Salvador Jesus Cristo ordenou aos seus discípulos antes de subir aos céus: “Ide e fazei discípulos de todas as nações.”(Mt 28.19) E o apóstolo São Paulo escreveu a Timóteo: “Deus, nosso Salvador, deseja que todos os homens sejam salvos”(1 Tm 2.4).

O trabalho desenvolvido pela Comunidade Evangélica Luterana Cristo foi ricamente abençoado ao longo dos anos, gerando frutos a partir da criação de outros pontos de missão que se tornaram, mais adiante, novas congregações.

1922 – PORTO ALEGRE, RS: Comunidade Evangélica Luterana “São Paulo”

No ano de 1922, um grupo de 18 famílias, egresso da Comunidade “Cristo”, resolveu fundar uma Comunidade própria, à Rua Ernesto Fontoura, 848. Hoje a Congregação “São Paulo” tem sua sede à Rua Cipó, 450, no bairro Jardim Ipiranga. É uma das maiores comunidades de Porto Alegre, com belíssimo templo e, junto a ela, a Escola Especial Concórdia para deficientes auditivos, ligada agora à ULBRA.

1933 – PORTO ALEGRE, RS: Comunidade Evangélica Luterana “Da Cruz”

A 1ª missão empreendida pela Comunidade Cristo aconteceu a partir de membros residentes no bairro Petrópolis, que pediram atendimento religioso no local. Entre eles estava a sra. Elfriede Klink.

O 1º culto foi realizado no dia 10 de dezembro de 1933 pelo Rev. Dr.Walter Kunstmann. No início, os cultos aconteceram no Salão Zang, à Av. Montenegro, nº 242. Após, foi alugada uma casa na Av. Bagé, onde em março de 1934, começou a funcionar a Escola Concórdia, uma filial do Colégio Concórdia (fechada em 1939).

Lecionaram na Escola as professoras Amélia Iglesias (1934-1936), Lydia Schwarz (2º sem. 1936), Ellen Scheffel (1937-1938) e Erna Paltzo (1939).

Da Av. Bagé a Escola mudou-se para a Av. Protásio Alves nº 1765. Em 1936 foi construída uma capela de madeira na Rua Caju, nº 105, transportada anos depois de caminhão, em quatro partes, para a Av. João Obino, 110, sede atual da Comunidade “Da Cruz” e Colégio Vera Cruz.

Em 1950 a Comunidade “Da Cruz” emancipou-se da Comunidade Cristo. Até esta data foi servida pelos pastores da “Cristo”, a saber pelos Revs. Dr. Walter Kunstmann e Prof. Johannes Kunstmann e os pastores auxiliares, Revs. Nestor Welzel e Leonido Krey. Por ocasião de sua emancipação a “Cristo” doou-lhe todo patrimônio. Algum tempo depois, a Comunidade “Da Cruz”, por causa da proximidade, passou a integrar a paróquia da Comunidade “Concórdia”, sendo também atendida pelos seus pastores.

1959 – GUAÍBA, RS: Comunidade Evangélica Luterana “São João Batista”

Na década de 1950, algumas famílias luteranas, oriundas de Tapes e Picada da Cruz, fixaram residência em Guaíba, sendo esporadicamente servidas com cultos pelo Rev. Eduardo Sonntag de Picada da Cruz. Algumas destas famílias filiaram-se à Comunidade “Cristo” de Porto Alegre.

 Por ocasião do batismo de seu filho Adroaldo, o sr. Rodolfo Zenker convidou o Rev. Martim Doege para realizar cultos em sua residência, o que aconteceu pela 1ª  vez  no dia 06 de dezembro de 1959.

 O trabalho prosperou. No dia 18 de dezembro de 1960 foi fundada a Comunidade Evangélica Luterana “São João Batista” na residência do Sr. Rodolfo Zenker, à Rua Dr. José Montaury, nº 305. Assinaram o protocolo de fundação: Rodolfo Zenker, Theobaldo Zenker, Otto Zenker, Osvaldo Zenker, Franz O. Erickson, Arno A. Kaminski, João Schneider, Célio Zenker, Helmut Piske, Leonel L. Erickson, Eriseu Zenker, Gilberto R. Sonnemann, Aldo Krüger, Salvador Munhoz, Nilo Sander, Frederico Sturtzbacher, João Günzel, Edgar Trapp e o Pastor Martim E. Doege.

Em 1962, por intermédio do Sr. Rodolfo Zenker, presidente da Comunidade e vereador da cidade, foi requerida uma área à prefeitura, sendo prefeito o Sr. Arlindo Stringhini. Finalidade: construção de uma escola e igreja. A câmara municipal deferiu o requerimento.

 Mas como a área requerida no Largo 35 era de origem incerta, a posse da mesma somente foi regularizada em 1982, via uso-capião, graças aos esforços do Sr. Eriseu Zenker.

 No referido terreno foi construída uma linda igreja de alvenaria, medindo 18mx8m, inaugurada com alegria e gratidão a Deus no dia 05 de dezembro de 1965.

Em junho de 1973, a Com. “São João Batista”, juntamente com as comunidades de Butiá e Charqueadas, constituiu-se em nova paróquia, sendo subvencionada financeiramente, durante dois anos pela Com. “Cristo” de Porto Alegre.

 O Rev. Osvaldo Hellmann tornou-se o 1º pastor da nova paróquia.

A Comunidade de Guaíba, com o decorrer do tempo organizou o seu departamento Feminino (Servas – 1969) e juvenil (1972), construiu um pavilhão para atividades múltiplas e a casa pastoral (108 m²), inaugurada em 1981.

Em 1991, a Com. “São João Batista” organizou uma filial no bairro Medianeira, Município de Eldorado do Sul sob o nome Associação Beneficente Cultural Luterana (ABCL).

1960 – PORTO ALEGRE, RS: Vilas União, Dona Teodora e Farrapos

Com o apoio do Sr. Manfredo Loitzenbauer foi iniciado o trabalho de evangelização na Vila União e Da Teodora na residência de Manuel e Dona Marina, um casal com 15 filhos, cuja “casa” tinha apenas uma peça para toda a família. Aos poucos o trabalho foi crescendo e tornou-se necessária a construção de uma capela de madeira, que também servia de escola, onde lecionava o teologando Ernani Hadres. O Departamento de Servas (link) da Comunidade “Cristo” disponibilizou algumas máquinas de costura para as mulheres da vila aprenderem a confeccionar suas próprias roupas e mesmo para ajudar no rendimento familiar. Os pastores Martim Doege (link), Acir Raymann e Norberto Heine, auxiliados pelo Rev. Guilherme Doege (emérito), e estagiários de teologia realizavam cultos e estudos bíblicos.

Com a abertura da Avenida Castelo Branco as Vilas União e Da Teodora foram removidas, bem como seus moradores para outros bairros, inclusive várias famílias que freqüentavam nossos cultos. Com o surgimento da Vila Farrapos, a Comunidade “Cristo” adquiriu uma casa de alvenaria para continuação do trabalho missionário. Infelizmente esta missão foi extinta mais tarde.

1961 – PORTO ALEGRE, RS: Comunidade Evangélica Luterana “São Marcos”.

No Bairro Ipanema, à Rua da Gávea, 447, residia na década de 1960 o Sr. Josef Nys, esposa Rosa e filho Lucas, membros da nossa Comunidade “Cristo”. O Sr. Josef Nys convidou o pastor Martim Doege (link) para iniciar um trabalho missionário naquele bairro. O 1º culto realizou-se debaixo de frondosos caquizeiros num terreno pertencente à Wilfried Nys, à rua Gávea, 384. Após, os cultos passaram a ser realizados na residência do Sr. Josef Nys. Em 1968 foi comprado um terreno na Av. Imperial, 472, medindo 13mx50mx57m, onde foi construída uma capela de madeira. Tanto o terreno como a capela foram financiados com ofertas de membros da Comunidade “Cristo”.

 A primeira diretoria ficou assim constituída: Presidente – Anselmo Loth; Vice-presidente – Lucas Nys; Secretário – Wilfried Nys; Tesoureiro – Josef Nys. Pastor – Martim E. Doege. Membros fundadores: além da diretoria e pastor mencionados: Alberto A. Loth, Franklin W. Klagenberg, Rodolfo A. Sparrenberger, Willi Grün Grinas e Carlos G. Grinas.

 Após dois anos de atendimento pelos pastores da Comunidade “Cristo” (Revs. Martim Doege e Norberto Heine, auxiliado pelo Rev. Guilherme Doege), a comunidade “São Marcos” passou a integrar a paróquia “Jesus Salvador” do Bairro Cavalhada, sendo a partir de então atendida pelos pastores da Comunidade “Jesus Salvador”.

 

1968 – Butiá, RS: Comunidade Evangélica Luterana “Jesus Salvador”

Em 1968, o Rev. Martim Doege (link) realizou o 1º culto em Butiá, na residência do casal Alfredo e Helena Raguse. O Sr. Alfredo e Da Helena doaram um terreno para a construção de uma capela. Com muito amor e alegria a linda capela foi inaugurada em 05 de dezembro de 1971, na Vila Custódio. A partir de 1974 a Comunidade “Jesus Salvador” de Butiá passou a integrar a nova paróquia de Guaíba, juntamente com a missão em Charqueadas.

 A Comunidade “Jesus Salvador” foi oficializada com estatutos registrados em 18.01.1976, assinando como membros fundadores: Alfredo Raguse, Ary Raguse, Rudi Raguse, Otomar Rost, Elias Baptista, Valder Larsen Carvalho, Emílio Raguse, Pedro Pereira, Vilmar Pereira e Rev. Osvaldo Hellmann..

Em 1990, a Comunidade “Jesus Salvador” desmembrou-se da paróquia de Guaíba para formar uma nova paróquia com sede em Butiá e os pontos de missão de Charqueadas, Arroio dos Ratos e Pântano Grande.

1968 – Charqueadas, RS: Comunidade “Bom Pastor”.

 Quando o engenheiro de minas, Frederico M. Quadros Lange e esposa Rosemarie (membros da CELC) residiam em Charqueadas, onde Frederico trabalhava nas minas de carvão, convidaram o Rev. Dr. Walter Kunstmann, professor de teologia no seminário Concórdia  de POA, para realizar cultos em Charqueadas. Os cultos aconteciam numa pequena capela de madeira. A congregação que se formou pleiteou a doação de um terreno da Companhia de Pesquisas e Lavras Minerais (COPELMI), proprietária das minas. Esta doou à pequena congregação um terreno de 658,80m² com 18m de frente e 35m de fundos. Em 1980, a velha capela de madeira foi demolida e construída uma capela de alvenaria com doações de membros e apoio financeiro da prefeitura local.

Serviram como pastores da congregação, além do pioneiro Dr. Walter Kunstmann, o Rev.Osvaldo Hellmann, Wilhelm Langbehn, Martinho Hoffmann.

Em 1996, Charqueadas desmembrou-se de Butiá. Para continuação desta missão foi formada uma parceria com o DIPA, a IELB e a ULBRA, Unidade São Jerônimo.

 

1990 – Praia do Quintão, RS

Danilo e Jolanda Poisl, membros da nossa CELC, construíram para si uma casa de veraneio na praia do Quintão, RS. Com a aposentadoria do Sr. Danilo, e, por causa do seu estado de saúde, o casal mudou-se para Quintão, quando então convidou os pastores da CELC para realizar cultos em sua residência. O 1º culto foi realizado no dia 2 de janeiro de 1990 pelo Rev. Martim Doege (link). A partir de então, os cultos se realizam durante os meses de janeiro e fevereiro, sempre nas 3as  feiras às 18 horas, por diversos pastores. Na época de férias, a freqüência dos cultos atingia 40 pessoas. A partir de março de 1995, o Rev. Horst Kuchenbecker começou a realizar cultos uma vez por mês, no 4º domingo à tarde, às 15 horas durante os meses de março a dezembro. O Rev. Horst Kuchenbecker, juntamente com o Sr. Danilo Poisl, realizava visitas missionárias às famílias residentes em Quintão. Até fins da ano 2000 visitaram os moradores de 44 ruas e contataram 485 famílias. Encontraram também cinco famílias luteranas residentes. A freqüência média dos cultos durante o ano, de março a dezembro era de 20 pessoas.

Com muito amor e dedicação, o casal Danilo e Jolanda transformou sua garagem em lindo local de cultos, comprou um teclado eletrônico, cadeiras, bíblias e hinários para os cultos.

 1987 – PORTO ALEGRE, RS: Comunidade Evangélica Luterana “Castelo Forte”

No dia 15 de agosto de 1987, os membros da Congregação Evangélica Luterana da Paz de Sarandí, Porto Alegre, se reuniram em assembléia extraordinária para fundar a Congregação Evangélica Luterana “Castelo Forte” no Jardim Leopoldina, onde mantinha um ponto de missão sob a liderança do Rev. Arnaldo Huff. Nesta ocasião, foi eleita a diretoria da recém-fundada congregação. Esta ficou assim constituída: Presidente – José Carlos Johann Gonçalves; Vice-Presidente – Laércio Melo Rocha; Tesoureiro – Vilson Erni Schieferdecker; Vice-Tesoureiro – Marga Obach Gonçalves; Secretário – Jorge Luiz Martins de Oliveira; Vice-secretária – Angélica Schenkel Schieferdecker. Conselheiros – Lour Rodrigues Macedo, Carmen Êdela Fach de Oliveira, Sidnei Lima Tavares e Auri Milton Guithz.

Por causa de dificuldades financeiras para manter esta missão, a partir de 1998, com a vinda do Rev. Günther Pfluck para a Comunidade “Cristo”, o mesmo passou a atender a congregação “Castelo Forte”, empenhando-se para colocar um pastor no Jardim Leopoldina.

O fato aconteceu no ano 2000 quando o Rev. Ari Fialho Jr. assumiu o pastorado no Jardim Leopoldina, subvencionado pela Comunidade “Cristo” (CELC). Realiza seus cultos à rua Adelino Ferreira Jardim, 586 – Bairro Rubem Berta.

 

1996 – GRAVATAÍ, RS.

O Rev. Martim Doege mudou-se em 1994 para Gravataí, na Rua 25 de Julho, 572, bairro Barnabé. Construiu um salão para atividades múltiplas no terreno ao lado. No dia 07 de setembro de 1996 realizou-se o culto inaugural, com a participação 79 pessoas, a maioria membros da CELC. Realizava cultos nos sábados à tarde às 15 horas, com a participação média de 12 pessoas.

 

Missão pelo Rádio.

As Comunidades “Cristo”, “São Paulo” e “Concórdia” de Porto Alegre iniciaram o programa “Cinco Minutos com Jesus” pela Rádio Metrópole no dia 1º de dezembro de 1959, de manhã às 6h 25min. Durante algum tempo o programa passou para a Rádio União e, após, para a Rádio Real de Canoas e Rádio Capital de Porto Alegre.

O programa era transmitido “ao vivo” pelos pastores com mensagem e informações. O programa sempre teve boa audiência na Grande Porto Alegre e, sem dúvida, produziu muitos frutos.

“Cinco Minutos com Jesus” foi continuado pela Hora Luterana (CPTN – Cristo para todas as nações)

Open chat
Powered by